05 Jan 2021

Uma pesquisa da revista American Health Magazine feita pelo psicólogo americano Alfred A. Barrios, PhD em Psicologia Clínica, levantou dados sobre a eficiência de três terapias e responde a estas questões no artigo científico “Hipnoterapia: uma reavaliação”.

Este conclui que os resultados da Hipnose Clínica são de longe mais eficazes, quando comparados com a Psicanálise e a Terapia cognitivo-comportamental.

Resultados do estudo indicam que recorrendo à Psicanálise podemos esperar uma taxa de recuperação de 38% após aproximadamente 600 sessões. Na Terapia Comportamental, podemos esperar recuperação de 72% após uma média de 22 sessões. Na Hipnose Clínica, podemos esperar uma taxa de recuperação de 93% após uma média de 6 sessões.

Como reflexões finais, o autor refere que a Psiquiatria e a Psicologia moderna não separam o corpo da mente uma vez que 75% das doenças atualmente mapeadas possuem origem emocional. Assim, para curar o corpo, é necessário curar a mente.

Refere ainda a importância que esta seja aplicada por um profissional qualificado, competente e ético. Portanto, a correta escolha do profissional é indispensável para o sucesso da terapia.

Na terapia feita junto dos nossos pacientes, a hipnose é uma das ferramentas utilizadas, de entre um conjunto coerente e consistente de técnicas devidamente comprovadas e que contribuem para o sucesso da intervenção.

A nossa visão é sistémica! Vendo o paciente como um todo, podemos então avançar para um processo terapêutico à medida da necessidade de cada um, e recorrendo a técnicas que potenciem não só o alcance dos objetivos da terapia como a sua manutenção no tempo.

Estamos aqui por si e para si, para juntos alcançar a sua melhor versão!

Deixe uma resposta